Resenha livro: Clara dos Anjos de Lima Barreto

Acabo de finalizar essa leitura maravilhosa que fiz em companhia da Dafne do Blog Sonhos e Suspiros. Como é bom mergulhar em uma leitura sem grandes expectativas.

Clara dos Anjos foi publicado originalmente em 1948, infelizmente como uma obra póstuma do escritor brasileiro e carioca Lima Barreto (1881-1922). Se trata de uma novela curta, sobre a vida de uma moça, a Clara dos Anjos, mulata, pobre e sem instrução; filha do carteiro Joaquim dos Anjos e da dona Engrácia dos Anjos, uma família típica do subúrbio do Rio de Janeiro da metade do século XX.

O enredo gira em torno da ilusão romântica da jovem pelo repugnante e narcisista Cassi, que apesar de sua pouca instrução formal é branco e filho de uma família de classe média.

É um livro sobre vários temas sérios eu diria, que pede uma segunda ou terceira leitura para uma melhor compreensão. Entretanto, nesse primeiro contato alguns pontos me chamaram muito a atenção:

1. O sentimento de frustração desenvolvido em quase todos os personagens. Lima Barreto contando sobre as aspirações da juventude de seus personagens e as barreiras (sejam internas ou externas) que eles encontraram no decorrer da vida, a ponto de desistirem ou fracassarem na busca de seus objetivos, passa para o leitor, essa sensação pesada e real da frustração e da impotência do ser humano.

2. A personalidade narcisista do Cassi. Há um tempo atrás assisti alguns vídeos e li textos de psicólogos a respeito da personalidade narcisista e seus vários níveis ou nuances. Fiquei surpresa em encontrar nessa obra esse personagem que se encaixa tão perfeitamente nessa descrição e achei interessante o aprofundamento que o autor trouxe na questão da consciência humana ou da falta dela, na prática do mal.

3. Pelo pouco que li sobre a vida do Lima Barreto, senti um toque autobiográfico em vários momentos. Uma caractéristica que especialmente me agrada na literatura.

4. A caracterização da mulher “fraca” e da mulher “forte”.

5. O valor que o autor, no decorrer na narrativa, dá a instrução, não só formal, mas do preparo dos jovens, no caso mais enfatizado da mulher, para a vida – a vida que é uma selva.

Enfim, gostei muito da obra. A melancolia perpassa todo o livro e o final não é fácil de encarar, mas excelente também.

*Imagem cabeçalho: Eduardo Schloesser


+info: CLARA DOS ANJOS | Autor: Lima Barreto (1881-1922 ) | Publicado a primeira vez em 1948 | Edição lida: Escala, 2011 | 144 páginas

Classificação: 5 | Amazon


Me encontre aqui: Instagram | Skoob | Listography  | Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s