Leituras de setembro e outubro 2019

Olá meus caros. Segue atualização das leituras dos últimos tempos por aqui. Escrever essa coluna sempre traz uma certa ordem ao caos que é meus interesses literários, isso é, escrevo mais para mim do que para qualquer pessoa, então vamos lá!

LEITURAS CONCLUÍDAS

Tratando-se da leitura da Bíblia na versão NVT, concluí os seguintes livros e nessa ordem: Míqueias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, 1º João, 2º João, 3º João, Judas, Josué e Juízes. A meta era terminar a leitura até dezembro desse ano, mas acho que não vou conseguir, de qualquer maneira seguirei lendo.

A versão NVT continua me surpreendendo positivamente e negativamente também. Todavia, é uma versão que eu recomendo bastante, uma versão que é um verdadeiro presente para os leitores brasileiros.


Quanto as outras leituras, segue exceto aquelas que fizeram parte do Especial da Criança, citadas repetidamente nos últimos dias:

A atração por pessoas do mesmo sexo e a igreja: A plausibilidade do celibato, de ED Shaw (Vida Nova, 2018, 192p.) 5

Muito bom. Abriu minha mente para a questão urgente da homossexualidade na igreja hoje, e a necessidade de se falar mais sobre isso e da vida celibatária, bem como quebrou alguns conceitos e preconceitos que eu tinha. A questão da plausibilidade também é muito interessante, algo que eu nunca tinha pensado, mas que agora faz todo sentido. O autor escreve de forma simples e vulnerável, é bíblico e direto. Recomendo – parafraseando o próprio ED Shaw: estamos completamente enganados se achamos que essas questões difíceis vão desaparecer se a evitarmos, elas não vão.


Amigo de Pecadores, de Rich Wilkerson Jr. (CPAD, 2019, 232p.) 4,5

Muito bom!!! Eis um lançamento desse ano da CPAD que vale a pena e merece ser muito comentado. Saí dessa leitura com certeza uma cristã/pessoa melhor. Em suma o livro é sobre a importância do relacionamento dos filhos de Deus com a pessoa de Jesus Cristo; e como o desenvolvimento desse relacionamento com Deus implica nas nossas relações com as outras pessoas.


Devolvam Minha Igreja, de Márcio de Souza (Ágape, 2011, 96p.) 2,5

Comprei esse livro pelo título. Me decepcionei. Ele tem até alguns parágrafos interessantes, mas no geral é raso, superficial. Talvez datado demais. Não gostei.

.


Enquanto o dia não amanhece, de Maria José Leite (Amazon, 2019, 13p.) 3

Esse é um conto de uma escritora independente publicado na Amazon. Gostei, apesar de ser um pouco inverossímil. O tema é tocante e me deixou pensativa depois. O conto retrata infelizmente a realidade de muitas crianças que ainda com a mente infantil são obrigadas a lidar com situações horríveis.


6 comentários em “Leituras de setembro e outubro 2019

  1. Ando sem data marcada para o fim da leitura da tradução da bíblia da versão grega mais antiga feita por Frederico Lourenço, um ex-estudante para o sacerdócio católico que abandonou a igreja por homossexualidade e especializou-se depois em línguas antigas, sobretudo grego clássico. No fundo o texto dele não altera o essencial das versões existentes no mercado reconhecidas pela hierarquia católica. A principal diferença está nas notas onde ele comenta as dificuldades de tradução de determinados termos, frases e ambiguidades do texto que podem levar a interpretações restritivas ou alargadas de determinada ideias arreigadas no catolicismo, a versão do cristianismo que melhor conheço.
    Lembrei-me desta leitura ao ler este post por não só estar a ler uma versão contemporânea da bíblia, como em simultâneo falar de um ebook sobre a problemática da homossexualidade.
    Curiosamente, apesar da bíblia ter algumas afirmações ora contraditórias ora críticas sobre a homossexualidade, o que eu considero importante é que Jesus não deu relevância ao tema e considero que ele deixou claro tudo o que era essencial para os seus crentes.
    Paulo, este sim, tem uma visão muito dura sobre o tema… mas esta será sempre uma interpretação pessoal. Jesus, pelos vistos, considerou a orientação sexual dos crentes secundária e, pelo que sei, raramente é uma livre escolha da pessoa e como tal não julgo um homossexual, pois ele é assim sem ser por livre vontade e também é chamado à salvação.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Carlos!
      Digamos então que meu post serviu de lembrete para você continuar a leitura haha.
      Não sabia dessa versão que você mencionou, vai ser legal se postar algo sobre no seu blog depois.
      Sobre a questão da homossexualidade, não vejo nenhuma ambiguidade entre as falas de Jesus e Paulo, até mesmo porque era o Espírito Santo que inspirava o Apóstolo a escrever. Também não vejo contradição na bíblia sobre essa ou qualquer outra questão. Todavia, o maior problema que vejo hoje ao menos olhando para o meu contexto brasileiro, e inserida no meio cristão protestante: é que estamos pobres do próprio conhecimento de Deus e cada vez conformados à cultura que nos cerca. Assim, muitos de nós “os cristãos” estamos totalmente despreparados para lidar com essa e outras questões – sexuais, de gênero etc.
      Numa coisa concordo plenamente contigo: não somos juízes, esse não é o nosso papel e que todos os homens e mulheres são chamados à salvação.
      Um abs!

      Curtir

  2. Por que a NVT te surpreende negativamente?
    Quanto aos livros, adivinha qual desses eu li! Exatamente, nenhum 😡
    Quase li um com temática similar ao primeiro, se chamava Entre a Cruz e o Arco-Íris, não lembro quem escreveu.
    Pelo visto o próximo mês temático (que suponho ser dezembro) será baseado em contos haha, tenho uma coluna especial do blog onde falo dos contos, mas como o blog está se recuperando de um coma meio longo ela não aparece faz tempo, mas li um conto esse mês justamente para ressuscitar a dita cuja, hehe

    Curtido por 1 pessoa

    1. Então, a NVT é uma versão muito boa, mas, alguns termos como por exemplo “arco-iris” para citar um, fora algumas impressões utilizadas não tão felizes, na minha humilde opinião retiram do texto sua profundidade. Se eu conseguir organizar as ideias, quando eu terminar vou escrever um post sobre minhas impressões gerais.

      Fique tranquilo! Quase toda vez que leio seu blog, minha lista de livros também aumenta…

      Recomendo d++++ esse livro do ED Shaw

      Agora já sabe que o mês temático é novembro mesmo haha. Em dezembro pretendo deixar a coisa correr mais solta.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s