Resenha livro: Deus, O Estilista de Jeff Pollard

Pensa num autor corajoso!

Fazia muito tempo que esse ebook estava no meu radar, no meu kindle. “Deus, O Estilista” ou “Christian Modesty and the Public Undressing of America”, título original, foi publicado nos EUA em 2003 e chegou no Brasil pela Editora Fiel em 2006.

O assunto é a modéstia ou a ausência dela na vida dos cristãos do século XXI. Em poucas páginas o autor se precavendo ao máximo para não ser chamado de legalista – mas tenho certeza que muitos leitores assim o entenderam – se propõe a afirmar que existe um padrão bíblico de modéstia, mais especificamente que a bíblia têm sim algo a nos ensinar sobre a maneira de nós, os cristãos, nos vestirmos. Segundo o autor, não que a modéstia seja primariamente uma questão de vestimenta, antes é uma questão de coração, MAS se o coração está correto diante de Deus, ele se governará em pureza, acompanhada de humildade, e se expressará em modéstia. Sobre isso Calvino escreveu: “Temos sempre de começar com as disposições, pois, onde a devassidão reina no íntimo, não haverá castidade; e, onde a cobiça reina no íntimo, não haverá modéstia nas vestes exteriores.”

Para falar no português correto e direto: modéstia é um assunto mais que controverso e principalmente em nossos dias, quando – puxando para o lado feminino da questão – o grito das feministas é: “Este é meu corpo, eu faço o que quero”; e pasmem, o grito das evangélicas modernas é: “Esta é a minha liberdade, eu faço o que eu quero”. Contudo, a declaração das escrituras é: “Vocês não sabem que seu corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vocês e lhes foi dado por Deus? Vocês não pertencem a si mesmos, pois foram comprados por alto preço. Portanto, honrem a Deus com seu corpo.” (1 Coríntios 6:19,20 – NVT), para citar só uma das passagens bíblicas que não devem sair da nossa mente nesse tempo de trevas que estamos vivendo.

É um ebook curto, dá para ler em um dia, porém nem por isso deixa de ter certa profundidade. Jeff Pollard inicia o assunto em Gênesis, quando Adão e Eva pecaram contra Deus e se tornaram “nus” em seu pecado. Eles fizeram “cintas” com as próprias mãos para si, mas Deus matou animais e fez vestes de peles para os “cobrir” graciosamente. Deus substituiu as cintas por “túnicas de peles”, um tipo de misericórdia e graça de Deus que se cumpriu totalmente/plenamente, no futuro, no sacrifício expiatório de nosso Senhor Jesus Cristo. Enquanto Adão cobriu determinadas partes, o Senhor Deus cobriu o corpo de Adão. Um acontecimento literal para nos ensinar uma verdade espiritual: embora Adão tenha coberto os seus quadris, Deus cobriu o seu corpo.

Logo após essa fundamentação bíblica que vai muito além é claro do exposto aqui, o autor explora a história da moda, a trajetória da criação das roupas de banho e como elas influenciaram e mudaram a mentalidade da sociedade quanto a nudez pública. Para Pollard, Deus cobriu o corpo do homem e da mulher na queda e desde então, Satanás e seus demônios têm se esforçado para despi-lo – infelizmente com sucesso. Algo importante que ele deixa enfatizado em seu texto é que de forma pensada, arquitetada os estilistas usaram a moda para despir a sociedade e a tendência é piorar – se é que tem jeito.

Dura é essa mensagem! Infelizmente como já mencionado aqui, para muitos cristãos hoje a nudez, a ostentação etc etc; se tornou um símbolo de liberdade cristã. Porém encaremos o fato, se a maneira que nos apresentamos publicamente diz “Sexo! Orgulho! Dinheiro!” têm alguma coisa errada. A maneira como nos vestimos, nos apresentamos publicamente precisa estar em harmonia com aquilo que professamos, a fé num Deus Santo. Dura, dura, dura é essa mensagem.

Terminando, é claro que com o nosso coração corrompido é muito fácil buscando a modéstia cair em legalismo, orgulho etc. Todavia, concordo com que o autor disse: “Embora seja verdadeiro que alguém pode vestir-se com modéstia impulsionado por um motivo orgulhoso e pecaminoso, não é possível que alguém se vista com sensualidade e ostentação impulsionado por um motivo correto. Por conseguinte, a pureza e a humildade de um coração regenerado internamente têm de se expressar, em última instância, por meio de roupas modestas no exterior.” É ISSO!

Recomendo fortemente!


+INFO
Livro: DEUS, O ESTILISTA | Autor: Jeff Pollard | Editora: Fiel, 2006 | Páginas: 78

Onde encontrar: Esse ebook foi disponibilizado gratuitamente pelo Ministério Fiel há um tempo atrás, procurem no google que é fácil de encontrar. Na Amazon, está disponível a versão em inglês e espanhol, ambas baratinhas, clique aqui 😉

Minha Avaliação: 4/5

Me encontre aqui: Instagram | Skoob | Listography  | Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s