Kevin Pearson e a Falsa Felicidade

Olhando para o título do texto muitos podem estar sem entender, vamos lá explicar. Kevin Pearson é um personagem da série “This is Us”, transmitida no Amazon Prime. Ele é um menino criado por Rebecca e Jack Pearson e com seus dois irmãos, Randall e Kate. Cresceu com todo amor e suporte que uma família de classe média americana da década de 80 poderia dar: bicicleta para passear, dinheiro para comprar um sorvete na esquina, todos os seus desejos atendidos etc.

Esse menino cresceu, se tornou um jogador amador de futebol americano de destaque no colegial, namorava uma das meninas mais bonitas da escola, notoriamente era um cara bonitão. Mais tarde tornou-se um protagonista de uma série de muito sucesso, consequentemente ganhando muito dinheiro.

Parece um roteiro de uma vida perfeita, pois somente observamos vitórias e aclamação do público, mas como diz o pequeno príncipe: “Somente se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos”. Conseguimos enxergar a ponta do iceberg da vida dele como vitórias, sucessos, aplausos, mas a parte muito maior, mas a psiquê, o íntimo de cada um de nós, não se pode saber, sondar pela aparência das coisas.

A vaidade leva a insatisfação

Como dito anteriormente, somos levados a crer que pessoas bem sucedidas profissionalmente terão uma conta bancária gorda o suficiente para ir aos melhores restaurantes, terão dinheiro para comprar carros luxuosos, por isso, à sua volta terão um exército de puxa-sacos de prontidão… terão uma VIDA PERFEITA, mas isso é um engano.

Somos insatisfeitos por natureza e por mais que conquistemos algo, na maioria das vezes nos sentiremos insatisfeitos com o que temos e iremos ansiar por algo maior por algo a mais. É como um jogo de vídeo game, estamos passando de fase após fase até destruirmos o chefão e conquistarmos o prêmio que é “zerar” o jogo, mas diferente do vídeo game virtual onde podemos chegar ao ápice, nossa vida real nunca estará satisfeita com conquistas por mais que passemos de fase.

Em um dos episódios de “This is us”, Kevin está passando por problemas psicológicos muito sérios decorrentes do vício em bebida alcoólica e é forçado a ir a um local de reabilitação.

Na série mostra que a busca dele por conquistas o levou a espiral de solidão e enfado. A busca por perfeição fez com que ele fosse escravo de sua vaidade e em consequência ser um homem infeliz.

O homem não foi feito para ser glorificado

Kevin estava acostumado a todos estarem ligando para ele, tirando selfies para postar em redes sociais, mas quando ele se deu conta de que seus projetos artísticos estavam em baixa ele começou a desmoronar, pois ele era o seu próprio deus.

“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força.” (Deuteronômio 6:5)

Fomos feitos para a Glória de Deus e quando nos distanciamos desse propósito, não temos a plenitude do nosso ser. O homem foi feito para adorar algo muito maior que ele. Fomos feitos para buscar as coisas do alto. “Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra.” (Colossenses 3:2)

O anseio do homem em ser notado gera uma falsa ilusão de que através de elogios se formará uma auto-estima e com isso o seu íntimo será preenchido, mas a verdadeira alegria está no reconhecimento de que não somos especiais por nossos méritos mas somos especiais porque Cristo nos salvou com Sua morte e ressurreição.

Prosperidade não é sinônimo de riqueza

Como diz Randall Pearson, irmão de Kevin na série: “Trabalho duro fará com que você tenha um carro bacana e uma casa grande”. Trabalho duro provavelmente te trará uma vida confortável e uma vida financeira estável, mas não poderá fazer com que sua família ou você mesmo tenha uma vida plena, pois na história das nossas vidas devemos ser coadjuvantes e colocarmos Deus como protagonista para sermos prósperos.

“E disse: em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.” (Mateus 18:3-4). Tornar-se como criança é saber que somos indefesos diante do mal e devemos confiar em Deus para desfrutarmos da verdadeira paz e prosperidade, não aquela que R.R. Soares fala, mas da paz que excede todo entendimento e da prosperidade das riquezas de Cristo em nós, A esperança da Glória!

Não devemos depositar as nossas esperanças na força do nosso braço, ou achar que seremos felizes se determinado evento acontecer em nossas vidas, mas reconhecer a nossa miséria diante de Deus, saber que Ele é bom e que só através da Sua misericórdia é que teremos o verdadeiro contentamento.

Kevin Pearson é como a igreja de Laodiceia do Apocalipse, imponente, vistosa, todos querem conhecê-la, é objeto de admiração com uma fachada linda, mas com um interior sujo e devastado. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu. (Apocalipse 3:17)  

3 comentários em “Kevin Pearson e a Falsa Felicidade

  1. Estou me maravilhando com esse blog, graças a Deus o conheci. Enfim, muito obrigado pelo post, acabei lendo Mateus 18, que seria o correto ali em vez de Lucas 18, e esse ensinamento de Jesus vai me ajudar bastante na vida.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s