Albufeira, 16 de Abril de 2020

A incredulidade que guardei
Fora como uma guilhotina.
Pós a minha cabeça a prémio,
Fiquei sem esperança…

A Tua graça chegou…
Trouxe-me paz.
Afastou o medo,
Esse carrasco sem escrúpulos.

Hoje a abandono
Não a torno mais minha.
Pois ao aproximar-me de Ti
Mais ela se afasta de mim.

Até desaparecer…
Ficamos só os dois
Só, eu não fico.

Um comentário em “Albufeira, 16 de Abril de 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s