Virtuosa de Nancy Wilson #75

Olá a todos! Hoje venho comentar um pouco sobre minhas impressões de leitura do livro Virtuosa – Um estudo para mulheres de todas as idades, publicado no Brasil pela editora Trinitas em 2019.

É um livro curto, rápido de ler. Descrito pela própria autora, Nancy Wilson, como uma pequena porção de lições sobre algumas virtudes cristãs que ela mesma tem usado durante os anos para liderar e ministrar estudos bíblicos para mulheres.

O assunto é a virtude na vida prática da mulher cristã ou o que significa de fato ser uma mulher virtuosa à luz das Escrituras. Para a autora, virtudes são boas qualidades que a Palavra de Deus define para nós. Embora no mundo, algumas virtudes possam cair em descrédito, as pessoas podem chamar o mal de bem e o bem de mal [1]; para nós os cristãos, a Bíblia não está sujeita a caprichos ou mudanças, por isso devemos considerar atentamente o que ela nos ensina sobre a busca da virtude.

Descobrir o que é virtude é um esforço digno, deve-se, portanto, ter alegria em investir no estudo desse tópico.

Nesse contexto e se voltando para as mulheres, a autora aborda as seguintes virtudes: diligência, alegria, contentamento, prudência, sabedoria, humildade, coragem, bondade, lealdade, castidade, modéstia, gratidão, doméstica, e paciência.

Não por nossa força

Um aspecto que gostei bastante desse livro, foi a ênfase da importância de entendermos que jamais alcançaremos qualquer virtude pela nossa própria força. Nas palavras dela: “Se achamos que vamos fazer a matrícula num curso que nos fará alcançar a virtude e conquistar um diploma dentro de alguns meses, estamos seriamente enganadas. Sem a graça de Deus, nenhum dos nossos esforços vale alguma coisa. […] Sem Deus nos capacitando a estudar, orar, meditar, sobre essas coisas, trabalhar para aplicar o que aprendemos, nada acontece. Será um desperdício de tempo. Mas, se cremos que ele opera naquilo por que trabalhamos, se somos diligentes no aprendizado. Ele promete abençoar-nos mais abundantemente do que possamos imaginar.”

É comum as pessoas se sentirem desanimadas quando o assunto da vida virtuosa é colocada em pauta. Pois basta cada um de nós sermos sinceros para conosco mesmo para admitirmos o quanto é difícil alcançar uma das virtudes que seja e ser constantes nela. Porém, como Granada disse sobre a vida virtuosa [4]: “Lembre-se que entre todas as coisas humanas, nenhuma há que deva ser tratada com mais diligência, […] que é sobre a escolha da vida que devemos seguir. Porque se neste momento estiver certo, todo o resto está certo; e pelo contrário, se ele errar, quase tudo vai dar errado.” É aqui que a nossa fé é colocada em prática. Sigamos a santidade e a virtude, confiando que Deus, por seu Espírito, fará em nós muito além do que pedimos ou pensamos.

Ressalvas?

Gostei e recomendo a leitura desse livro, porém devo lembrar que toda leitura exige uma postura crítica do leitor, “retenha o que é bom” [5]. Destaco, não como um ponto negativo mas como algo que não vá agradar algumas leitoras, o tom do livro. A linguagem de Nancy Wilson é seca, suas lições soam como broncas de uma mulher mais velha. Não é algo que me desagradou, mas para a próxima leitura vou mais preparada rs. E gostaria de citar dois pontos, que agora são mesmo ressalvas: 1 – Este é um livro curto que aborda assuntos amplos. Só para responder o que é virtude em minha opinião dá um livro, a autora deu conta disso e foi além, tratando sobre quatorze virtudes específicas. Resultado: não há um aprofundamento de nenhuma delas. Portanto, esse livro é uma pequena introdução ao assunto e só. 2 – Algo que me incomodou bastante foi a falta de perspectiva da autora para a mulher solteira. Nancy Wilson parece enxergar que todas as mulheres devem se casar o que discordo. Veja esse trecho, que sendo redundante, discordo totalmente: “A cura de Deus para a ociosidade por que passam as mulheres é o casamento, os filhos e a administração do lar. Ele dá às mulheres algo profundamente importante para fazer, que exige diligência permanente.”

E aqui, sem me alongar, creio no papel maravilhoso da mulher no casamento, da oportunidade de glorificar a Deus através das virtudes praticadas dentro do lar, mas quem disse que as mulheres solteiras são ociosas? Em 1 Coríntios 7, versículo 32 diz: “O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor;”. E no versículo 34: “A solteira cuida das coisas do Senhor para ser santa, tanto no corpo como no espírito; porém, a casada cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido.” Será que para Nancy Wilson cuidar das coisas do Senhor é ociosidade?

Feita as ressalvas e aproveitando a oportunidade para lembrar da importância da leitura crítica sempre. Recomendo esse livro para todas as mulheres que desejam sair da zona de conforto, e começar a pensar na urgência de se descobrir o que realmente significa ser uma mulher virtuosa/uma mulher de valor. Algumas de nós precisam parar de ignorar esse assunto, outras precisam parar de presumir que a mulher virtuosa seja um estereótipo vitoriano, que foge de sujar as mãos.

[1] Isaías 5:20
[2] 2 Pedro 1:5-7 (ARA)
[3] Filipenses 4:8 (ARA)
[4] Tradução livre trecho de Guía de Pecadores, Fray Luis de Granada (1505-1588)
[5] 1 Tessalonicenses 5:21

[texto editado em 25/08/2020]


+INFO: VIRTUOSA: Um estudo para mulheres de todas as idades | Autora: Nancy Wilson | Título Original: Virtuous: A Study for Ladies of Every Age, 2016 | São Paulo: Trinitas, 2019 | 108 páginas

Classificação: 3/5

Comprar: Amazon, Estante Virtual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s