Coautora do livro “Para que não seja esquecido”

Três meses depois do ocorrido, não perdendo o hábito da procrastinação, ainda sem encontrar as palavras certas. Venho finalmente contar por aqui sobre minha estreia na literatura, meu trabalho como coautora, resumindo tudo: a publicação do livro “Para que não seja esquecido” pela Editora Penalux.

Há três anos recebi o convite para embarcar na aventura de transformar as memórias do sr. Peter Anton N. no que se tornaria o livro “Para que não seja esquecido”. Foram pelo menos dois anos de trabalho intenso. A primeira inesquecível volta na montanha russa.

E quem é o Sr. Peter? Conheci o Peter aqui em Belo Horizonte através de conhecidos que fizeram a bondade e a loucura de me indicar como escritora. Ele nasceu em 1943 na cidade de Viena, um pouco antes de seu pai ser intimado pelo exército alemão. Viveu seus primeiros anos com sua mãe que lutou muito para sobreviver com um bebê nos braços em meio a segunda guerra. E em 1954, migrou com os seus pais para o Brasil. Na nossa primeira reunião me contou sobre sua grande vontade de registrar tudo o que ele e seus pais viveram durante a segunda guerra, os seus primeiros anos como imigrante no Brasil, toda a luta de vida deles… de certa forma reviver tudo isso por escrito. Diante disso, não havia como negar, aceitei o desafio.

Trabalhei como coautora na construção dessa ponte entre o passado e o presente, entre o agora e as imagens do antes, das quais o Peter é o único herdeiro. Lembranças de pessoas, lugares, fatos, sorrisos, lágrimas… narrando um passado que recompõe o presente de uma família e muito mais.

E é isso meus caros. Passei de leitora para escritora – e aqui gostaria de falar que foi num piscar de olhos, mas não é verdade hahaha – não sem muitas noites em claro, muitos finais de semana em casa, muita vontade de desistir e lágrimas é claro. Enfim deu tudo certo, louvado seja o Senhor Jesus por isso.

Como eu disse acima, essa foi a primeira volta na montanha russa, uma volta tão incrível que certamente vou experimentar de novo. O que vem depois? Fazendo um suspense é claro, é com um sorriso no rosto que posso dizer que logo mais vou precisar escrever outro post como esse, dessa vez sobre minha participação numa coletânea de textos da editora Chiado 😉

Abaixo deixo o prólogo do livro e convido a todos para essa leitura. Para que não seja esquecido está à venda no site da Editora Penalux, na Amazon e outros (links abaixo). Quem quiser entrar em contato comigo segue email: kellyoliveiraba@yahoo.com

COMPRE O LIVRO: AmazonSubmarinoLojas Americanas

PRÓLOGO
ESSE LIVRO NÃO É SOBRE MIM, pois se eu fosse registrar a história da minha vida, decerto escreveria tudo em um caderno qualquer e o guardaria no fundo de uma gaveta. Antes, esse livro é sobre eles: os verdadeiros protagonistas.
Quando nasci, em setembro de 1943, meus pais estavam morando na Áustria. Haviam fugido da Romênia no começo da invasão russa e estavam tentando se estabelecer, porém acabaram, como toda aquela geração, sendo tragados pelo mais terrível vendaval de catástrofes que passava pela Europa. Contra a vontade deles, se tornaram vítimas e testemunhas, simultaneamente, da total derrota da razão e da cruel vitória da insanidade. Naquele mesmo ano, meu pai foi enviado em combate pela Wehrmacht nazista para algum lugar do globo, perdendo o total contato com a minha mãe, que não demoraria a sofrer os efeitos dos primeiros ataques aéreos à cidade de Viena.
Por inúmeros motivos inexplicáveis, sobrevivemos à segunda guerra; e, por circunstâncias ainda mais estranhas, após tudo aquilo, viemos parar no Brasil. Não sei se posso dizer que vencemos, o leitor terá que responder essa questão por si mesmo. Proponho-me tão somente a narrar essa história, a trajetória deles, de como suas vidas foram por mais de uma vez revolvidas do lugar e forçadas a recomeçar de novo e de novo até que não mais. Estou ciente das lacunas da memória humana, mas mesmo assim insisto em afirmar que escrevo a partir do que vi, ouvi, e de tudo o que me confidenciaram tantas vezes. Escrevo as memórias deles, o que vivemos, para que não seja esquecido.
PETER ANTON N.

PETER ANTON N. (2018)
PENALUX, 2020

6 comentários em “Coautora do livro “Para que não seja esquecido”

  1. Parabéns, já vi o local da editora, feita para projetar escritores o que é uma iniciativa de louvar.
    Sobre o livro parece-me que não existe em formato ebook, o que é pena, pois poderia atingir mais mercado, como eu 😉 que até fiquei curioso.
    Por acaso estou a ler um ebook que é um livro de memórias, “O mundo de ontem” de um austríaco que depois se exilou no Brasil na sequência da mesma guerra, mas de nome consagrado: Stefan Zweig. Um escritor que gosto muito e estas memórias são excelentes.
    Se houver no futuro uma versão em ebook diga.

    Sucesso para o livro

    Curtido por 2 pessoas

    1. Olá Carlos, obrigada!
      Está nos planos lançar o ebook no ano que vem, vamos ver (te aviso). Vou ficar muito feliz com sua leitura e crítica.

      Memórias é o meu gênero favorito na literatura. Não foi um acidente que esse início fosse por esse caminho.

      Como tem disse também, à propósito estou relendo esse do Zweig, um dos meus livros favoritos da vida.

      Abs.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Oii! Como já te disse, amei a leitura! Foi muito legal conhecer essa família (com suas dores e alegrias) e perceber o quanto as circunstâncias e o lugar podem mudar a dinâmica familiar (estou lembrando agora de como o pai de senhor Peter reviveu quando chegou ao Brasil, voltando a encontrar propósito e motivação para a vida). Gostei muito da parte que explica como eles “escolheram” vir para o Brasil (o tamanho da fila XD) rs …além de aprender um pouco sobre a realidade desses imigrantes alemães da pós segunda guerra.

    Mais uma vez, parabéns pelo trabalho, ficou mesmo muito bom!

    PS: o próximo livro, eu quero autografado!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s