INDICAÇÃO: 10 contos

Olá a todos! Para fechar o mês de novembro e minha participação no projeto N-Estórias 2020, gostaria de indicar hoje a leitura de 10 contos.

A seguir comentarei brevemente cada um deles e os títulos seguem com os respectivos links para as resenhas que já escrevi ou na falta, o link do domínio público. Vale ressaltar, que essas indicações não seguem nenhum critério específico a não ser, que todos são contos que li e gostei muito. Vamos lá!

1 – O ESPELHO DE MACHADO DE ASSIS (1882)

O único conto que considero um favorito da vida. O Espelho é uma narrativa que me alterou como pessoa. Simplesmente a teoria da alma humana contida nela é imperdível.

2 – A CAUSA SECRETA DE MACHADO DE ASSIS (1885)

Um conto muitooo impactante. É de deixar qualquer um “horrorizado”, essa é a palavra, pois esse é um conto de horror e de fato!

3 – ANTES QUE CASES DE MACHADO DE ASSIS (1875)

Se deixar só dá Machado nessa lista rs, mas verdade é que, ele foi um contista e tanto. Esse é um conto mais leve, me arrancou até sorrisos apesar de me jogar a realidade como água fria no final.

4 – A NOVA CALIFÓRNIA DE LIMA BARRETO (1910)

Gosto muito dos contos do Lima Barreto também. Esse trata de duas coisas as quais nenhum ser humano escapa: a morte e a ganância.

5 – O HOMEM QUE SABIA JAVANÉS DE LIMA BARRETO (1911)

Para entender no que consiste a intelectualidade brasileira desde sempre: Leia esse conto!

6 – NEGRINHA DE MONTEIRO LOBATO (1920)

Com certeza um conto de horror também, chocante. É impossível esquecer dessa narrativa – se não leu, escolha um bom momento e vai preparado.

7 – FELIZ ANIVERSÁRIO DE CLARICE LISPECTOR (1960)

Como disse outro dia, Feliz Aniversário foi meu primeiro contato de impacto com a Clarice. Para mim um claro exemplo do porquê ela não é uma autora para se deixar de lado.

8 – O ASSASSINATO DE ANTON TCHEKHOV

Não poderia faltar Tchekhov nessa lista. Até então, meu contista estrangeiro favorito. Essa narrativa é incrível, faz-nos olhar por um momento quão escuro e complexo, perverso e indiscernível é o coração humano.

9 – OS MUJIQUES DE ANTON TCHEKHOV

Um conto sem começo e sem final, parte do nada e não se chega a lugar nenhum, ainda assim incrível. Bem Tchekhov mesmo. Os Mujiques é como espiar por uma janela a miséria do camponês russo no período pós servidão.

10 – AFLIÇÃO DE ANTON TCHEKHOV (1885)

Uma narrativa que consegue ser o próprio título.


Instagram | Skoob | Listography  | Twitter 

2 comentários em “INDICAÇÃO: 10 contos

  1. Os Mujiques está no 3.º volume da coletânea de contos de Tchekhov que tenho a andado a adquirir, são muitos volumes e o último que comprei foi precisamente o terceiro, mas ainda não li.
    Recomendo que leia, quando puder, contos de Alice Munro, o livro que mais gosto dela, mais biográfico e histórico é The Castle Rock View (não sei como o traduziram) os contos narram a vida dos seus antepassados e a dela na sua relação com o Canada. Mas ela tem muitos, muitos contos como Tchekhov.
    Lima Barreto está na minha lista de autores a descobrir prioritariamente.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s