ABANDONEI: Terror, de Dan Simmons

Li até a página 271 e não recomendo

Olá! Como se percebe, hoje o post é sobre uma leitura que abandonei recentemente. Eu abandono livros por vários motivos, isso não é nada extraordinário na minha vida literária. Porém, esse por eu ter começado com a expectativa lá em cima e por ele ter conseguido ser tão chato e por mesmo assim, eu ter insistido ler até mais ou menos 36% e contando como já está claro no título, que isso significa que eu li muita coisa, pois o livro tem 752 páginas. Por isso tudo, eu decidi vim aqui comentar um pouco sobre isso – para avisar aos que pretendem encarar o livro e para me divertir mais do que tudo.

Continue reading →

EU LI: Justificação e Regeneração, de Charles Leiter

Dois grandes milagres encontram-se bem no coração e no cerne do evangelho. O primeiro é a justificação, por meio da qual criminosos são considerados justos aos olhos de um Juiz santo e reto. O segundo é a regeneração, por meio da qual pecadores malignos, escravizados e odiosos são transformados para amar a Deus e os homens.

Continue reading →

As Crónicas de Nárnia: O Cavalo e o Seu Rapaz

Finalmente, tenho uma crónica nas minhas mãos! Esta trata-se da terceira crónica seguida da crónica “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”. Aqui, Nárnia já existe e a sua fama é bem aclamada. Porém, Xassta faz parte do pequeno grupo de pessoas que nunca ouviu falar de Nárnia. Na verdade, o rapaz não sabe a sua história. Nem de onde veio e nem para onde vai.

Continue reading →

Negrinha, de Monteiro Lobato (releitura)

Mas a dura lição da desigualdade humana lhe chicoteou a alma.

Continue reading →

EU LI: Mentes perigosas, de Ana Beatriz Barbosa Silva

Continue reading →

EU LI: Can I have joy in my life?, de R.C.Sproul (Crucial Questions nº 12)

Continue reading →

EU LI: Quando os problemas aparecem, de Philip Ryken

…as estações de dúvida, desânimo e depressão são parte normal da vida em um mundo caído.

Continue reading →