EU LI: Alfred e a Estante, de Leon Idris

“… eu tinha uma lei particular, nunca negar um livro que parou em minhas mãos, seja porque alguém colocou-o nelas sem que eu pedisse ou porque fui cativado o bastante para me dirigir ao livro e fazê-lo por conta própria.”

Continue reading →

Franz Kafka, Um ressentido brilhante escritor

“A alma, que se exprime por meio desta língua, é antes de tudo uma alma judaica. Seu desespero é judaico, assim como suas preocupações e os ensinamentos que deles se retira.”

Continue reading →

EU LI: O Processo, de Franz Kafka

“Alguém devia ter caluniado Josef. K., pois, sem que tivesse feito mal algum, ele foi detido certa manhã.”

Continue reading →