Resenha livro: A Queda de Diogo Mainardi

Diogo Mainardi (1962- ) é um dos jornalistas que criou em 2015 o amado e odiado site jornalístico autointitulado de direita: Antagonista. Reacionário assumido. Um mordaz crítico das esquerdas e do populismo político no Brasil e mais especificamente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já à época do escândalo do mensalão quando utilizou seu espaço na coluna da revista Veja para incomodar o Partido dos Trabalhadores e os demais “companheiros”.

A Queda publicado em 2012 pela editora Record porém, nada têm a ver com o jornalismo ou com a política nacional. A Queda é a expressão dos sentimentos desse Mainardi polêmico, daquilo que foi um divisor de águas na sua vida.

Continue reading →

O que nos une

O que nos une – o que sempre nos unirá – é a queda.

Do livro: A Queda de Diogo Mainardi – Record, 2012, 150p.

A dor na literatura

Chorei por meia hora. Depois de ter chorado por meia hora, chorei por uma hora. Depois de ter chorado por uma hora, chorei por duas horas.

Do livro: A Queda de Diogo Mainardi – Record, 2012, 150p.

Um novo significado

As memórias devem ser preservadas, ainda que dolorosas. Não o digo sem piedade ou com desprezo da jornada de cada pessoa, mas porque existe beleza na transformação da qual elas podem ser alvo. Se eu dissesse que Deus não deseja que as tuas memórias sejam apagadas – mesmo que sejam as piores de todas – acharias que estava a ser um Deus injusto? Pois é… eu própria ainda tenho uma visão muito fatalista da vida. Deste modo, o meu objectivo não é que se sintam mal, mas que me acompanhem no que aprendi há algumas semanas atrás.

Continue reading →

Resenha de livro: Baú de Ossos de Pedro Nava

Baú de Ossos é o primeiro volume das Memórias do médico brasileiro Pedro Nava (1903-1984), publicado pela primeira vez em 1972.

Continue reading →