Maria e Ana

Com saudades de usar as palavras, fui instigada a escrever sobre quem amo. Ela faz parte do meu mundo muito antes de eu nascer e sempre acreditou em mim, até quando muitos já davam o caso por perdido. Estou a falar da minha Maria, a minha avó. A vida tem nos levado a estar cada vez mais próximas, mais unidas. Ela carrega a sabedoria de anos e que o próprio Deus lhe dá, marcas de uma vida de luta e de suaves vitórias. E eu carrego a força e a determinação que herdei dela e da minha mãe, e que o próprio Deus me dá.

Continue reading →