Perseverança: A espera

«Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento» (II Pedro 3:9). Ora, aqui está um assunto complicado: esperar. Confesso que passei umas boas horas sem saber o que escrever neste tópico, pois trata-se de algo que ainda me faltava (e ainda falta) muito para aprender ou para me disciplinar. E, quando finalmente me senti preparada para continuar a escrever, deparei-me com uma música pertinente para o assunto (Esperar é caminhar, Marcos Almeida) que tocava no Spotify. Esta música fala de como tratamos o «esperar em Deus» segundo as nossas expectativas, como achamos que as coisas irão ocorrer como e quando queremos. E, sinceramente, quão ingênuos somos nesse aspecto. Porém, pior que ser ingênuos é o facto de querermos desistir e entregar os pontos porque não vemos nada se mover a nosso favor.

Continuar lendo “Perseverança: A espera”

Perseverança: O tempo

Este ano está revelando-se um marco importante. O ano que o Senhor escolheu para trabalhar em mim questões profundas para o meu crescimento e amadurecimento enquanto mulher e Sua filha. Assim, achei por bem partilhar com vocês sobre a perseverança. E, tenho que vos confessar, estou a tentar – com todas as minhas forças – deixar de ser uma pessoa ansiosa, que ordena alma e corpo a se submeterem ao Senhorio de Cristo, para que a Sua paz – que excede todo o entendimento (Filipenses 4:7) – me envolva. Deste modo, quero inserir-vos nesta jornada mencionando os factores que envolvem a acção de perseverar, iniciando com o tempo.

Continuar lendo “Perseverança: O tempo”