Primavera

O ano iniciou-se com uma aventura inexplicável. Foi me dito que seria o momento em que viveria uma nova estação. Que viveria a Primavera. Confesso que me empolguei, cheguei mesmo a chorar de tanta emoção. Mal sabia eu o que me esperava. Por um momento, esqueci-me completamente que ainda vivia um intenso Inverno de memórias trágicas. Mentiras, palavras malditas… que me paralisavam entre as paredes desalinhadas de gelo e medo.

Continue reading →